pura elegância

8 de outubro de 2010

 

avisa pra colega que não tá rolando?

Anúncios

Eu adoro discordar. Eu adoro debater.

Eu sou super a favor das idéias diferentes, pontos de vista, opiniões. A conversa fica bem mais legal quando a pessoa não concorda com você. No entanto, acredito que todos devamos saber debater, conversar. Sempre com elegância, educação, sagacidade, inteligência e não na base do grito e da ofensa.

[No entanto, em época de eleição isso fica bem difícil. Pra não dizer impossível. Triste.]

Já que ando lendo muita besteira por aí, dados manipulados e teorias da conspiração sem fim, decidi compartilhar algumas coisas que venho aprendendo na vida. Sem querer convencer ninguém de nada não. Só pela arte de espalhar informação por aí mesmo. E para quem sabe te ajudar a tacar uma pedra “mais pesada” em alguém da próxima vez.

FHC x Lula. Pra sempre né? Gostaria que fôssemos FHC + Lula. Mas já desisti. Nem o próprio tá a fim de dar um bom capítulo no livro de História dos nossos netos. Então, para você meu caro (e bacana) leitor que quiser meter pau no que um fez e no que o outro deixou de fazer com mais conteúdo, leia o texto abaixo:

Conjuntura econômica1. Termo que define, de forma mais dinâmica do que “situação econômica”, o fluxo e o refluxo das atividades de uma economia. 2. De maneira genérica, o estudo da totalidade das condições de mercado; os fundamentos da Economia, como relação PIB X dívida pública, exportações e importações (balança comercial), BP, saldo de transações correntes, entre outros fatores. (retirado do Glossário do BB, em http://tiny.cc/ssq73)

Sabia que a conjuntura econômica é grande responsável pelo cenário onde as coisas acontecem e que ela sofre impactos externos e internos, variando no tempo conforme eventos macroeconômicos, microeconômicos, sociais, ambientais, etc.?

Agora vos pergunto: será que um presidente que pega uma situação econômica frágil devido a recém mudança de moedas (Cruzado – Real) e tentativas sofridas para estabilização da inflação conseguiria fazer as mesmas coisas que um outro que pegou a herança REAL deixada pelo primeiro?

Pois é. Achou bacana? Quer aprender mais? Leia Economia Brasileira Contemporânea, do Gremaud + Vasconcellos + Toneto Jr. (Ed. Atlas). Vai ser bom pra você.

%d blogueiros gostam disto: